Pelo menos 105 presos fugiram da Penitenciária de Segurança Máxima Gonçalves Abrantes, conhecida como PB1, na madrugada desta segunda-feira (10) em João Pessoa, na Paraíba, segundo nota oficial da Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds). Até às 8h, 33 presos haviam sido recapturados, conforme a Secretaria de Administração Penitenciária. A Polícia Militar informou que cerca de 20 homens chegaram em quatro carros e dispararam contra as guaritas e o portão principal, segundo o G1. Houve troca de tiros entre criminosos e policiais militares e agentes penitenciários. As primeiras informações apontam que o objetivo do ataque ao presídio seria resgatar quatro homens suspeitos de participar de um ataque a carro-forte no Espírito Santo em agosto. Eles são acusados de integrarem uma organização criminosa envolvida com explosão de caixas eletrônicos e carros-fortes em todo o país. Nas redes sociais, vídeos captaram o som de vários disparos de armas de fogo. Imagens também exibem o portão principal destruído, após suposto uso de explosivos. A penitenciária tem capacidade para 660 presos e atualmente possuía 680.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *