prefeitura-de-po_oesFoi publicado no Diário Oficial do Município de Poções, na tarde desta terça-feira (09/01), o Edital do Processo Seletivo Simplificado que visa preencher cargos temporários do quadro de servidores municipais da Prefeitura Municipal de Poções. São 584 vagas, sendo que 174 vagas são para cadastro reservas. Os salários variam de R$ 937,00 a R$ 1.800,00.

Os interessados em participar do Processo Seletivo devem procurar o Centro de Convivência e Fortalecimento de Vínculo, localizado na Rua Capitão Bernadino, s/nº, Bairro Alto do Recreio, ou o Colégio Estadual Isaías Alves, localizado na Praça do Divino Espírito Santo, nº 406, Bairro Centro, no período de 11 a 12 de janeiro de 2018, das 08h00min às 17h00min horas.

A seleção será realizada em duas etapas: 1ª etapa – análise de currículo, avaliado em barema elaborado pela Comissão Organizadora do Processo Seletivo Simplificado (anexo II); 2ª etapa – entrevista.

Os candidatos devem ficar atentos aos pré-requisitos para participar do processo seletivo, como documentação obrigatória e requisitos básicos.

Clique aqui para conferir os cargos e ter acesso ao Edital completo.

1-cortadaUma carga com 17 toneladas de queijo, avaliada em R$ 240 mil, foi recuperada na BR-116, município de Nova Itarana, sudoeste da Bahia. O alimento foi roubado por uma quadrilha composta por 12 pessoas, que conseguiu fugir durante a apreensão.

O material seria transportado do estado de Goiás para Salvador, na sexta-feira (5), antes de ser interceptado pela quadrilha, na BR-242, em Itaberaba, localizado na região da Chapada Diamantina.

Os suspeitos chegaram a transferir o motorista para um carro, e levaram o caminhão com o laticínio na direção contrária, porém o veículo era rastreado por uma seguradora.

Todas as 17 toneladas, apreendidas pela Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos de Cargas em Rodovias (Descarga), foram devolvidas à empresa. Os suspeitos são procurados pela Descarga.

47765,marilia-mendonca-tem-parte-dos-bens-bloqueados-1A Justiça determinou bloqueio de parte dos bens da cantora Marília Mendonça, por causa do cancelamento de shows em Araguari, no estado de Minas Gerais, em 2017.

Segundo sentença do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), divulgada nesta segunda-feira (8), o objetivo da decisão é garantir recursos para ressarcimento de consumidores que foram lesados.

O juiz Márcio José Tricote, da 3ª Vara Cível de Araguari, indisponibilizou judicialmente R$ 100 mil em bens da sertaneja.

Ao G1, a assessoria de comunicação da artista argumentou que a cobrança é indevida, pois “os shows não foram realizados devido à chuva”. O texto diz que, como as apresentações não ocorreram, a artista não recebeu cachê.